Dor Oncológica

dor oncológica

Dor Oncológica

A dor oncológica sempre foi um grande desafio para os médicos pela dificuldade em controla-la, muitas vezes tem que se encontrar um equilíbrio entre a dor e os efeitos secundários dos medicamentos.

Na Paincare desenvolvemos um conjunto de técnicas para controlar a dor oncológica e que permitem em muitos casos reduzir drasticamente a medicação.

Bloqueio do Plexo Celiaco

É uma técnica usada para anestesiar os nervos no abdómen superior em circunstancias de dor muito forte. Esta dor pode resultar da compressão, irritação e estrangulamento dos nervos devido a invasão tumoral, fibrose, inflamação crónica como da pancreatite crónica doença de Crohn etc.

Esta técnica envolve o uso de Fluoroscopia para permitir a localização exacta da agulha que permite injectar o fármaco que vai anestesiar os nervos.

As indicações são:

  • Neoplastia do pâncreas, fígado, estômago
  • Pancrealite crónica
  • Doença de Crohn

Bloqueio do plexo lombar e hipogástrico.

Técnica semelhante a anterior só que realizada numa zona inferior da cadeia simpática esta indicada para:

  • Neoplasias do útero.
  • Neoplasias do recto.
  • Simpatectomia lombar.

Bloqueio do gânglio impar

O gâmglio impar representa o último ela da cadeia simpática e o seu bloqueio é útil para as neoplasias que afectam o perineo como sejam as da próstata, ânus e vagina.

Farmacoterapia

Os fármacos representam a principal arma terapêutica contra a dor oncológica e tem sofrido uma grande evolução com a introdução de moléculas e novas formas de administração, nomeadamente a transdérmica.